Nas redes sociais, uma imagem vale mil palavras

Nas redes sociais, uma imagem vale mil palavras

Uma recente pesquisa realizada pela Universidade de Ohio (EUA) revela que os internautas se importam mais com as imagens publicadas por outros usuários da rede social do que exatamente por textos de descrição de perfil.

O estudo envolveu 195 alunos que deveriam identificar qual o fator determinante para uma formar uma opinião sobre alguém no Facebook: textos de descrição de perfil ou imagens. Na maioria dos casos, as fotos por si só foram consideradas mais relevantes.

Para Brandon Van Der Heide, responsável pela pesquisa, as fotografias são a principal fonte para a formação das primeiras impressões nas redes sociais online.

Na pesquisa, os estudantes universitários que viram uma foto no perfil de um colega na rede social em que ele se divertia com os amigos a classificaram como uma pessoa extrovertida. Já fotos de internautas sozinhos no parque ou lendo um livro foram classificadas como tímidas.

Na verdade, esse estudo corrobora os resultados de outras pesquisas similares, anteriormente realizadas.

A pesquisa de Van Der Heide concluiu que os internautas dão maior valor para os textos publicados juntamente com imagens caso elas não sejam “felizes”. Segundo o autor, as pessoas vão aceitar uma foto positiva de você sendo como realmente é. Se a foto for estranha ou negativa, irão buscar mais informações antes de formar uma opinião.

Nos testes realizados, os participantes deveriam avaliar se seus colegas de universidade eram introvertidos ou extrovertidos, baseando-se em textos e fotos de seus perfis.

Ao se deparar com uma imagem de um colega cercado de amigos ou em festas, na maioria dos casos, os participantes o avaliaram como extrovertido, sem se importar com a legenda. Para o autor, não importava o que texto do perfil dizia, somente a foto.

No caso de fotos mais tímidas ou retraídas, os textos tiveram maior peso. Os participantes do estudo que leram descrições introvertidas classificaram essas pessoas com um nível significativamente maior de timidez em contraposição àquelas que apenas publicavam fotos mais “divertidas”. Entretanto, na situação contrária, as pessoas que se diziam mais abertas não foram avaliadas com tendo um maior nível de sociabilidade. Segundo o autor, os internautas mal prestaram atenção ao texto.

Os resultados indicam que, nas rede sociais online, os internautas esperam ver os outros expressando a sua felicidade, sucesso e sociabilidade. Para o autor, se a fotografia se encaixa nesse perfil, as pessoas não precisam questionar seus julgamentos prévios sobre as características do outro usuário. Entretanto, se a imagem mostra o que os amigos do internauta não esperam – alguém mais introvertido, por exemplo – eles irão buscar uma legenda e se esforçar um pouco mais na sua interpretação.

Os resultados dessa pesquisa poderão impactar na estratégia das marcas na comunicação com os seus fãs e seguidores. A forma como o conteúdo será produzido, o uso estratégico dos textos e das imagens podem ser importantes aliados na construção da imagem e percepção das marcas (branding / brand management).

Marcos Figueira é sócio do Wyse Group, Brasil (wyse.com.br) e professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas) nas áreas de Marketing, Marketing Digital, E-Commerce, Negócios Online, Planejamento Estratégico, etc.